Técnicos em Topografia, Agrimensura e Hidrografia


Segundo a CBO 2002 (Classificação Brasileira de Ocupações), a O*NET 1999 (Ocuppation Information Network), a ROME 1999 (Répertorie Opérationnel des Métiers et Emplois) e a NOC 2000 (National Occupational Classification), os trabalhadores da família ocupacional
dos Técnicos em Topografia, Agrimensura e Hidrografia:

Desenvolvem atividades técnicas em agrimensura. Analisam fotografias aéreas, resultados de levantamentos de campo, relatórios, plantas e mapas para a identificação de dados geométricos. Fazem levantamentos topográficos com equipamentos de medição mecânicos e eletrônicos e sistemas de posicionamento global (GIS). Elaboram plantas topográficas e seus respectivos gráficos e planilhas utilizando métodos tradicionais de desenho ou com o auxílio de computadores. Locam projetos em campo, definindo e marcando limites.


As ocupações que compõem a família ocupacional dos Técnicos em Topografia, Agrimensura e Hidrografia são:

Técnico de agrimensura; Técnico de hidrografia; Topógrafo.

Segundo os dados da RAIS (Registro Anual de Informações Sociais do Ministério do Trabalho e Emprego), no período de 1993 a 2000, a família ocupacional dos Técnicos em Topografia, Agrimensura e Hidrografia apresentava o seguinte panorama:

41,6% dos trabalhadores tinham 2º grau completo em 2000. 15,3% tinham até a 8ª série completa.

Em 2000 quase 40% estavam na faixa etária de 40 a 49 anos e 25,8% na faixa de 30 a 39 anos.

Quase 40% dos trabalhadores tinham 5 anos ou mais de vínculo empregatício em 2000. O resultado é semelhante nos anos anteriores.

Vem caindo o número de trabalhadores. Desde 1993 a queda registrada é de 24%.


A remuneração média do setor caiu 14% em 2000, após ter subido 4% de 1993 para 1997.





Em breve estaremos disponibilizando informações sobre os Estados em que o SENAI oferece cursos para esta família ocupacional.